Por quê? Porque um nome de domínio é mais do que apenas um endereço online, é a sua identidade online; e você não quer que mais ninguém seja o dono disso. Com a maioria das avaliações gratuitas, o domínio não é seu. Se você decidir experimentar uma nova hospedagem Web ou criador de sites, será necessário obter um novo domínio. Além disso, os nomes de domínio fornecidos com as avaliações gratuitas geralmente são longos e difíceis de lembrar e você vai acabar com algo como bikesdalia.godaddysites.com em vez de apenas bikesdalia.com.
A harmonização entre ambas as jurisdições, nos termos do Novo CPC, se dá através de um novo instituto inserido no Novo CPC, que é a Carta Arbitral. Através deste instrumento jurídico é que formalmente se darão os pedidos de cooperação entre os juízes e árbitros. Este instrumento vem previsto no artigo 237, do Novo CPC. Importante salientar que este instrumento jurídico não autoriza a juízes e desembargadores a revisão do mérito das decisões proferidas no âmbito arbitral. Os atos de cooperação se limitam as determinações e prática de atos definidos em arbitragem.
Para que os computadores possam conectar-se  entre si, e os usuários cheguem aonde querem, é necessário que os computadores se identifiquem através de uma série numérica, só que decorar muitos números é difícil; assim tais números são decodificados para uma série alfabética, de modo que para cada endereço alfabético na internet existe um endereço numérico que permite sua localização na rede, como uma porta de entrada.
Isto porque, clausula arbitral é uma cláusula negocial firmada por pessoas capazes, envolvendo direitos disponíveis. Se uma das partes desobedece a essa disposição contratual, e ajuíza ação perante o Poder Judiciário, cabe a outra parte alegar esse descumprimento contratual, demonstrando ao juiz, a existência da convenção de arbitragem. Trata-se inclusive, esta alegação, de hipótese prevista no inciso VII, do artigo 485, do Novo CPC, como causa em que o juiz não resolverá o mérito, inserida no Título III, do Livro VI da Parte Geral do Novo Código, que trata da Extinção do Processo.
No Brasil, a entidade designada pela ICANN[4] para a gestão do domínio “.br” é o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br. Nos termos do Decreto 4.829/2003, cabe ao CGI.br estabelecer as diretrizes para a organização das relações entre o governo e a sociedade na execução do registro de nomes de domínio, na alocação de endereços IP e na administração pertinente ao ccTLD ".br", no interesse do desenvolvimento da internet no país (BRASIL, 2003). Além disso, como será apresentado neste trabalho, o Comitê exerce – na prática – o papel de entidade reguladora da gestão do registro de nomes de domínios no Brasil, pois, de modo permanente e sistematizado, regula as tarifas cobradas e as despesas com a execução dos serviços, delibera sobre quaisquer questões relativas aos serviços de registro de nomes de domínio e alocação de endereços IP e regula a qualidade de sua prestação.
Quando um visitante digita o endereço de sua empresa em seu navegador, é feita uma identificação do domínio (endereço) ao servidor onde o site está hospedado. O domínio é um nome fácil para o endereço de um computador na Internet. O servidor de hospedagem então é localizado, entende que o visitante está solicitando um determinado site e devolve a visualização do mesmo ao usuário.
×