Na conquista por Palavras-chave as vezes nós esquecemos nossos usuários e audiência. Tenha certeza que seu domínio tem uma pegada e é fácil de memorizar para que o usuário possa voltar ao seu website e não esquecer sobre ele. As vezes os nomes de domínios que não tenham relação com o próprio site diretamente fazem o melhor. Pegue o “Google” como exemplo. A palavra não tem nenhuma ligação com um site de buscas, mas agora domina a internet. Então mantenha sua mente sobre sua marca enquanto registra o nome do domínio.

A STOP (Política de impugnação de lançamento de marca comercial) ficou disponível somente para detentores de propriedade intelectual que se inscreveram no Serviço de Queixas de IP durante a fase inicial do registro .biz (25 de junho a 21 de setembro de 2001). A STOP não está mais disponível como política de resolução de disputas para nomes de domínio .biz. As disputas podem ser formalizadas com base na UDRP, RDRP ou nos tribunais de justiça disponíveis. Para obter mais informações, consulte o site do operador do registro.
Sabia que as agora as capitais possuem extensões de domínio próprias? Sim, a iniciativa – que ainda está em fase de implementação – está criando várias novas extensões (já disponíveis aqui na HostGator). Se você é de São Paulo, por exemplo, já pode ter um domínio registrado com a extensão .sampa.br. É uma oportunidade incrível de divulgar seu negócio localmente, já que muitas pessoas procuram por produto + localização.
Olá, o artigo de hoje segue uma linha didática e é voltado para quem está começando agora no mundo web, principalmente quem quer registrar a sua marca na internet e inaugurar o seu primeiro website. Falaremos sobre o registro do domínio e suas vantagens, o que é a hospedagem do seu site, contas de e-mails personalizadas com o nome da sua empresa, dentre outras informações. Lembre-se: Se tiver alguma dúvida, deixe o seu comentário que lhe responderemos!
Aceitamos feedback de todas as partes interessadas sobre esta iniciativa e convidamos a comunidade da ICANN – e, o que é mais importante, os próprios registrantes de nomes de domínio – a nos ajudar a avançar este trabalho. Serão regularmente publicadas atualizações e novos conteúdos na nova seção de registrantes do site ICANN.org. Esperamos trabalhar com vocês!

Em seguida, o registrador recebedor enviará um formulário de autorização (formulário padrão para registradores recebedores) que você deve responder confirmando a sua autorização e a intenção de fazer a transferência. Se você não responder, a transferência não será realizada. Depois que você der a autorização, o registrador recebedor processará a solicitação de transferência.

Com a entrada em vigor da GDPR, passos concretos começam a ser tomados na direção de se reformar o Whois. Dois registradores de nomes de domínio, dot Amsterdan e FLR Registry, responsáveis pelos registro de domínios geográficos relacionados à cidade de Amsterdã e à região de Friesland, na Holanda, se recusaram a publicar os dados dos titulares dos domínios registrados por elas. As empresas alegaram que ao publicar os dados elas estariam violando a lei de proteção de dados da Holanda e, no futuro, não estariam adequadas às regras da GDPR.
Depois de verificar o domínio e se certificar que este está disponível, é hora de registrá-lo para você. A maioria dos serviços de hospedagem se encarrega do registro de domínios, basta que o usuário passe todos os dados corretamente. Além disso, usar um serviço de hospedagem para registrar seu domínio também facilita o apontamento do domínio para o servidor onde seu site estará hospedado e ter todos os serviços do seu site em um só lugar também facilita a sua administração financeira e técnica.
A cada país cabe definir com que intensidade deve se dar o envolvimento governamental nos serviços de registro de nomes de domínios. O Estado, ao optar por exercer algum papel no sistema de registro e tendo definido a intensidade dessa intervenção, deve verificar quais as ações a serem adotadas a fim de legitimar essa atuação, tornando-a condizente com o seu arcabouço jurídico ou estabelecendo um marco regulatório específico. Isso posto, a seção seguinte destina-se a ilustrar a experiência internacional no que tange à legitimação da atuação do Estado na gestão do respectivo ccTLD.
As empresas de registro de domínios deverão demonstrar o funcionamento completo e correto dos sistemas dos clientes dentro do ambiente de teste operacional e avaliação (OT&E) antes de se conectar ao Sistema de Registro Compartilhado (SRS) da Verisign. Os requisitos de software e o sistemas das empresa de registro de domínios dependem do conhecimento, modelo de negócios e volume de registros de cada empresa. A Verisign oferece kits de desenvolvimento de software (SDKs) e guias de implementação para ajudar as empresas de registro de domínios. Nossa central global de suporte está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, com assistência em 150 idiomas diferentes.

Apontando o nome de domínio através de um registro. Este método requer mais conhecimento técnico, já que você terá que alterar manualmente os registros DNS. Além disso, sua zona DNS não será atualizada automaticamente. Por exemplo, se você criar um nome de subdomínio na Hostinger, você terá que criar um registro apropriado em sua zona DNS manualmente.

A ICANN também é responsável por credenciar registradores de nomes de domínio. “Credenciar” significa identificar e definir padrões mínimos para o desempenho de funções de registro, reconhecer pessoas ou entidades que atendam a esses padrões e firmar um contrato de credenciamento que disponha as regras e os procedimentos aplicáveis à provisão de Serviços de Registrador.


Não estamos exagerando: este é, provavelmente, o gerador de nomes mais criativo da lista. Os nomes criados por este site são divertidos, inesperados e únicos, ideais para empresas e lojas que querem criar uma identidade realmente inovadora. O site é tão legal que você pode até comprar uma camiseta com o logotipo da sua marca – depois, é claro, que comprar o domínio.
Na maioria dos casos, o poder público tem significativa influência sobre a operação do ccTLDs, independentemente de este ser operado com fins comerciais[16]. Segundo a OCDE (2006), à medida que cresce o interesse dos governos em se envolverem na gestão de seus ccTLDs, diversos países têm editado leis destinadas a estabelecer a base legal para a participação governamental em seu correspondente ccTLD, tal como foi feito na França e na Índia, em 2004. Nos últimos anos, diversas organizações governamentais assumiram o controle dos seus respectivos registradores.

Enquanto os gTLDs geralmente não têm sua designação relacionada a países ou territórios e são administrados pela  ICANN, os operadores de ccTLDs estão sob jurisdição nacional para a definição das políticas públicas, diretrizes e  responsabilidades legais a que se submetem[10]. Essa competência local ficou consubstanciada no documento denominado “Princípios e Diretrizes para a Delegação e Administração de ccTLDs”, aprovado pelo Comitê Consultivo Governamental (GAC) da ICANN, em 5/3/2005.
Quando um visitante digita o endereço de sua empresa em seu navegador, é feita uma identificação do domínio (endereço) ao servidor onde o site está hospedado. O domínio é um nome fácil para o endereço de um computador na Internet. O servidor de hospedagem então é localizado, entende que o visitante está solicitando um determinado site e devolve a visualização do mesmo ao usuário.
×